Apresentação do Projeto

Considerando que a responsabilidade social é premissa básica para o cumprimento da missão das empresas e que a ética necessária para pôr em prática o paradigma do Desenvolvimento Humano é a ética da co-responsabilidade, e que a política de desenvolvimento deve basear-se na liberdade democrática, na transformação produtiva, na equidade social e na sustentabilidade ambiental, criando uma nova relação entre a empresa e a comunidade, o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria no Estado do Ceará - SINDPAN com o apoio da Federação das Indústrias no Estado do Ceará - FIEC, através do seu Grupo de Ação de Responsabilidade Social em parceria com a Reciclaço, Moinho Dias Branco, Associação da Indústria de Panificação - ACIP, SEBRAE/CE, Sadia, Jornal O Povo e SESI/CE lançou o projeto "PÃO, EDUCAÇÃO e ARTE" desenvolvido pelas empresas do setor de panificação, de forma a promover um melhor relacionamento entre as empresas e a comunidade onde elas atuam, incluindo-se nesse contexto, o empresário, os funcionários, os clientes, os fornecedores, as entidades afins e a comunidade em geral.

PROJETO PÃO, EDUCAÇÃO E ARTE

Objetivo: Integrar as crianças e adolescentes, residentes nas comunidades próximas às empresas filiadas ao SINDIPAN, em um processo educacional, através de atividades artísticas, musicais e esportivas.

DIRETORIA EXECUTIVA

- PRESIDENTE - Everton Arruda Linhares

- VICE-PRESIDENTE - Lauro Martins de Oliveira Filho

- SECRETÁRIO - Carlos Aristides Petrone Filho

- TESOUREIRO - Daniel Cansanção Jereissati

Parceiros envolvidos:

FIEC/G.DE AÇÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL, SINDIPAN, ACIP, SESI, MOINHO DIAS BRANCO, SADIA, SEBRAE/CE E RECICLAÇO.


DESCRIÇÃO DO PROJETO

O Projeto Pão, Educação e Arte foi lançado em junho de 2002 pelo Sindicato das Indústrias de Panificação do Estado do Ceará - SINDIPAN, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Ceará, através do seu Grupo de Ação de Responsabilidade Social, o qual cumprindo sua missão de articular e catalisar parceiros em torno de projetos de cunho social mobilizou juntamente com o Sindipan instituições como: ACIP, Sesi, Moinho Dias Branco, Sadia, Sebrae/CE, e Reciclaço , esta última possibilitando agregar um valor imprescindível quando se discute desenvolvimento sustentável, qual seja a questão ambiental, através da reciclagem de material.

A Reciclaço adianta os instrumentos e/ou materiais necessários para dar início às aulas e as panificadoras "pagam" com latinhas de aço, matéria prima da Reciclaço. Ou seja, a moeda principal do projeto é latinha reciclável.

No caso da participação das empresas, enquanto atores sociais conscientes do seu papel na sociedade, as mesmas são responsáveis pela mobilização da comunidade, fornecedores, funcionários e clientes, bem como, pela infraestrutura, monitor e lanche para crianças e adolescentes participantes.

No caso da empresa não disponibilizar de infra-estrutura adequada é estimulada a articulação com escolas públicas, praças e/ou clubes, envolvendo instituições governamentais ou não governamentais na potencialização do projeto.Logo na fase de concepção, peças de comunicação foram criadas como logomarca, cartazes e marca-livro, com o intuito de sensibilizar potenciais voluntários, tendo em vista que a clientela das panificadoras é bastante diversificada no que diz respeito a classe social, havendo grande possibilidade de envolver profissionais como médicos, dentistas, professores, dentre outros, no atendimento voluntário às crianças e adolescentes atendidos.

Uma outra característica positiva do setor de panificação consiste no contato direto e freqüente dos empresários com seus clientes, facilitando o elo e estabelecimento de compromissos conjuntos, além da excelente distribuição de pontos por toda a cidade. Certamente em todo bairro tem uma ou mais padarias.

Vale ressaltar que esta experiência de responsabilidade social em rede, o projeto congrega atualmente mais de 10 panificadoras, é pioneira no Ceará e, quiçá, no Brasil, tendo em vista que tradicionalmente a atuação no campo da responsabilidade social é privilégio das grandes empresas. Portanto, o Projeto representa, ainda, a quebra de um paradigma, o qual não acredita em uma atuação sistemática e organizada das pequenas empresas no tocante a responsabilidade social.

E para garantir que as empresas tenham a orientação necessária quanto a real transformação social, vislumbrada pelo projeto, uma metodologia de implantação foi criada e com o apoio do SEBRAE/CE: consultores com experiência no terceiro setor estruturam um esquema de implantação e acompanhamento dos indicadores, de forma que haja uma mudança na cultura da empresa, começando pelo líder maior, passando pelos funcionários, clientes, fornecedores e comunidade.

- Maiores informações:

SINDPAN-CE - Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria no Estado do Ceará

- Av. Barão de Studart, 1980 – 4º andar – 60120-001 - Aldeota
- Tel.: (85) 3261.0052 - (85) 3466-5477 – Fone/Fax: (85) 3224-4500
- mande um Email para: sindpan@sfiec.org.br